sexta-feira, 24 de abril de 2015

Reestruturação



Olá, tirei uns dias fora do ar. Muitas vezes precisamos nos desconectar para estruturar melhor as coisas, sejam elas pensamentos, sentimentos, ou situações do cotidiano que envolvem a casa e o trabalho. Enfim, fiquei um tanto 'mals' de saúde e aproveitei esse período para, literalmente, descansar.

Sabe, o corpo fala e a gente precisa aprender a ouvir e entender a linguagem do nosso corpo. O segundo passo, é atender às suas necessidades. Isso não significa dar lugar à preguiça, hein? Acontece que no mundo atual estamos sempre correndo de um lado para o outro. A tecnologia, que não pára de avançar, agiliza tanto a vida e - quando vemos, estamos escravos dessa agilidade.

Cadê o tempo para descansar de verdade? Não adianta só o corpo parar, é preciso, mais que tudo que a cabeça pare também. É o tal de tirar um tempo só para você, para fazer algo que realmente lhe dê prazer, sem compromisso! Ou, é o tempo de se comprometer com você mesmo. Assine um termo de compromisso em que se dispõe a tirar, todos os dias, uns minutinhos para fazer algo que realmente gosta.

Para mim, por exemplo, não serviriam que esses minutinhos fossem dedicados à malhação. Me exercitar é algo que preciso fazer diariamente pelo bem da minha saúde física e do meu desejo de longevidade produtiva. Acontece que faço como obrigação, porque ainda não consegui amar malhar. 

Entendeu o que quero dizer tirar uns minutos para fazer algo que realmente gosta? Se você tem o maior prazer em malhar, que seja. Para mim tem que ser algo mais voltado para o cultural, para produzir o relaxamento da mente: um livro; um filme; uma peça; uma visita ao museu. Amo essas coisas que me tiram do meu "eu" e me levam para "outro lugar".

Isso significa que esse tempinho que tirei para mim, serviu para que eu realmente descansasse e também produzisse. Porque quando estamos relaxados, a cabeça funciona como deve funcionar. Decidi reestruturar editorialmente o blog. Então, algumas coisas mudarão por aqui. Os assuntos continuarão os mesmos, mas melhor direcionados.

Aproveitarei para expor, com mais clareza, a rotina que tenho em casa. Acredito que pode ajudar muita gente a administrar melhor seu dia a dia e, com isso, vocês descobrirão que "cair do cavalo" também acontece. Que muitas vezes as coisas saem dos eixos, inclusive por aqui e principalmente no início do uso da agenda, quando sua utilização diária ainda não virou hábito.

A ansiedade e obrigações do dia a dia me consumiram, especialmente, porque "larguei" a agenda por uns dias. Sabe o que que aconteceu? Ao não anotar no papel meus compromissos diários, passei a guardá-los na cabeça e virei escrava de lembrar o que preciso fazer. Enchi meu "HD" e "pifei" ou cai do cavalo. Mas, como disse para umas amigas, já estou galopando de novo e cheia de paz no coração.

Beijocas,

Flávia

Um comentário:

  1. Oi flor, espero uqe estejas bem agora. Vc esta certissima precisamos de um tempompra nós. Beijos

    ResponderExcluir

Seu comentário é super importante para mim. Conto com você me dizendo o que achou desta postagem. Gratidão.