sexta-feira, 16 de janeiro de 2015

Frango com molho de pimentão amarelo

Olá olá olá pessoas de bem


'Cês' sabem que apesar de não ser nenhuma chef, eu curto aprontar na cozinha, né? E se for para distribuir honestidade em meu paladar e corpinho (ops), então a dedicação é maior. Já que sou carnívora, acabo usando e abusando da carne branca, que é melhor digestiva, logo, rola muito frango por aqui.

Ontem descongelei um filezinhos e fiquei pensando o que fazer. Estou no ano em que decidi me organizar, mas confesso que ainda não entrei no nível de montar cardápio semanal, então ainda perco tempo pensando no que fazer. Aí abri a geladeira e vi que o único pimentão amarelo que havia em casa estava começando, era hora de usá-lo. Não pensei duas vezes em fazer um molho dele, para comer os filezinhos que, a essa altura, já estavam bem picadinhos.

O resultado, foi uma refeição deliciosa.


Segue a receita e o modo de fazer:

* cortei os filés de frango em pedacinhos (menor do que cortaria para strogonoff). Liguei o fogo e refoguei numa panela normal azeite de dendê*, cebola e alho, em seguida acrescentei o frango. No meio do processo do cozimento, acrescentei sal e temperos diversos em pó (usei ana maria).


Um adendo sobre o azeite de dendê:

Outro dia vi a Bela, do programa Bela, Cozinha, tecendo elogios ao dendê. Como não sou baiana, passei a  prestar mais atenção a esse óleo e usá-lo, a olho, em alguns alimentos do dia a dia. Fui pesquisar de descobri que é uma excelente fonte natural de vitamina E, tocofeiros e tocotrienois, que atuam como antioxidantes. Em comparação com outros óleos vegetais é o que  tem o maior teor de vitamina E e é, também, rico em vitamina A, apresentando maior teor desta vitamina que o tomate e a cenoura. Entre outros benefícios à saúde, este óleo permite a redução do colesterol circulante, prevenindo a formação de trombos nos vasos sanguíneos e atuando como potente anticoagulante. 

Com o frango pronto, volto para o molho, que na verdade, comecei a fazer primeiro.

Cozinhei com um pouco de água um pimentão amarelo cortado em pedaços, um tomate médio, uma cebola média e alguns dentes de alho, temperei com edu guedes (outro tempero com nome de apresentador) e quando tudo já estava bem cozidinho, bati no processador.

Simples assim. 

Só juntei os dois no prato, para dar preferência aos demais integrantes da casa. Comemos com arroz branco e uma saladinha.

A receita, inventada pela minha cabecinha criativa, ainda rendeu para outros pratos. Mas deixarei para falar sobre isso na próxima sexta, ok? 

Espero que tenham gostado e, se por ventura se arriscarem a fazer, me digam o que acharam.

Bjks,

Flávia


* Querid@s, não esqueçam de responder a enquete do blog e se cadastrarem para participar do sorteio, ok? Conto com vcs, é só clicar aqui ou na imagem de laço aí ao lado, lembrando que a top comentarista do mês, entra no sorteio duas vezes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é super importante para mim. Conto com você me dizendo o que achou desta postagem. Gratidão.