sábado, 31 de janeiro de 2015

Ideias para home office

Olá pessoas do bem,

Tenho batalhado para vencer os desafios tecnológicos que deram para me aparecer desde outubro. Primeiro foi um computador novo que danificou e desde então, ele passa mais tempo na autorizada do que comigo, assim, me sobra apenas meu netbook velhinho que funciona manco e meio e demora minutos sem fim para abrir uma home, imagina para coisas mais complicadas que essa. E, por último, mas não menos importante, a minha internet tb deu para nos deixar na mão mais tempo que estamos acostumados. Em uma era quase que totalmente tecnológica, diria até que estamos sem qualquer mobilidade tecnológica aqui em casa. Mas seguimos, firme e forte, tentando superar e vencer cada uma dessas batalhas que nos são impostas diariamente.

E busco vencer num espaço limitado, mas meu!!! Estou feliz porque me presentei de volta com um escritório em casa. Uma felicidade poder deixar a mesa da sala de jantar organizada diariamente e não mais cheia de papeis e computador.  Meu novo home office, será onde funcionava o antigo e que desativei para que virasse uma brinquedoteca. Agora é só um espaço,com paredes rosa, prateleiras marrom, uma micro mesa e muita bagunça para organizar e deixar a área inspiradora.

E, claro, estou em busca de ideias de como fazer isso da melhor forma. Logo, corri atrás de algumas fotos e registrarei aqui, para consulta futura. Espero que essas imagens também te inspirem de alguma forma.











sexta-feira, 30 de janeiro de 2015

Creme de amendoim caseiro

Oi todo mundo,

Hoje vim compartilhar uma receitinha que é puro amor e que faz um sucesso tremendo aqui em casa, é o creme de amendoim caseiro. Nada de ficar comprando esses das prateleiras dos supermercados, cheios de açúcar, gorduras, conservantes e sei lá mais o quê. É possível, fácil e rápido fazer sua própria pasta honesta. 

Quer saber como? Vem comigo:

'Cê" vai precisar de amendoim torrado e sem casca (sem sal tb, pelo amor!), um tico de sal, açúcar (esse último item é dispensável, mas tenho crianças e acho justo dar uma adoçadinha de nada) e um processador potente.

Pois então, eu só tenho um mini processador, de 350 W, e ele me serve bem sempre. Deixo dar uma esfriada quando esquenta e ele trabalha sem tempo feio.

Não me peça quantidades, eu faço tudo no olho, mas acredito que dessa vez usei cerca 150 gramas de amendoim, um tico de sal e 3 colheres de sopa de açúcar demerara*.

* Você sabia que o açúcar demerara é do bem porque é rico nutricionalmente, enquanto que o açúcar refinado não possui nada ou quase nada em termos nutricionais?

Hoje vou te mostrar com fotos como faz essa delícia. DIY para a receita, iupiiii :D

Coloca o amendoim no processador (torrado e sem sal, lembra?)


Apresento-lhes, meu mini potente Oster (propaganda gratuita, mas super indico)



Bate, que em segundos vira farinha
(separa um tico pro sorvete, nhami nhami)


Continue batento e ele rapidinho vira creme e começa a soltar seu óleo natural. 
De vez enquando pare e, com uma espátula, vai mexendo para soltar o amendoim do fundo e bater por igual.


Acrescente sal e continue a bater
(vc pode colocar lá no começo da receita, mas eu decidi colocar nessa fase para que você pudesse ver na foto)


Essa fase é opcional, foi quando acrescentei o açúcar. Como o demerara é em grãos, verão que ele fica sobressalente na versão final da receita. Talvez se vc usar o nada honesto açúcar refinado, o creme fique lisinho. Só um conselho: antes de colocar açúcar, experimente, talvez você nem sinta falta dessas calorias a mais


Continue batendo até ele ficar mais ou menos nessa consistência


Como ele foi carinhosamente batido no processador, estará quente no final da receita. Espere esfriar e sentirá o real sabor da delícia

Ah, claro que as pequenas sempre ficam me rodeando quando faço essa receita. Vocês nem sabem, mas entre uma foto e outra, sempre rolava a marca de dedinho e lá ia eu bater de novo para sair apresentável na imagem (rs). 



Tem coisa mais gostosa do que comer os restinhos do pote de preparação?



Espero que você tenha gostado dessa receita honestíssima.

Bjks,

Flávia


Em tempo: Amanhã tem sorteio no blog, então ainda dá tempo de participar, viu?



* Querid@s, não esqueçam de responder a enquete do blog e se cadastrarem para participar do sorteio, ok? Conto com vcs, é só clicar aqui ou na imagem de laço aí ao lado, lembrando que a top comentarista do mês, entra no sorteio duas vezes.

quinta-feira, 29 de janeiro de 2015

Foco


Há alguns dias falei aqui no blog sobre o projeto UMA PEQUENA PALAVRA. Esse projeto, criado por Ali Edwards, tem atraído milhares de pessoas nos 'isteites'. O conheci dia desses por acaso e me encantei. Deixa eu explicar melhor o que ela faz e propõe:

Você escolhe uma única palavra por mês, uma palavra que vá de encontro aos seus anseios e trabalha com essa palavra até que ela se torne algo seu. Quer um exemplo mais prático? Analise o que você precisa no momento. Suponhamos que seja saúde, então esta será a sua palavra do mês. Foque nela, repetindo-a como um mantra e faça trabalhos paralelos que lembre essa palavra, registrando-a de alguma forma num diário especial - que pode ser um caderno ou um fichário. 

O que você precisa fazer para ter mais saúde? Exercícios? Dieta? Momentos de relax? Elabore seu plano e pratique-o, registrando de várias formas e colando no seu diário - nada de dar exclusividade às redes sociais. Use um caderno ou um fichário para registrar tudo, para que no futuro você possa observar seu desempenho e desenvolvimento pessoal.

Sobre o registro: Ali sugere que use fotos, recortes, textos que evoquem essa palavra. Viu uma frase interessante em uma publicação impressa e acredita que dá para colocar em prática? Recorte-a a cole em seu diário. Fez seu exercício? Fotografe, imprima e cole no diário. Use e abuse dessa palavra com várias estratégias até que ela se torne parte de você.

Estarei começando o projeto agora em fevereiro e a minha palavra vai ser FOCO. Nessa virada de ano fiquei ansiosa demais com meus projetos e acabei me perdendo um pouco e isso me chateou. Então preciso de FOCO para dar andamento a estes projetos, de forma a vê-los nascendo e virando realidade.



Para ter uma ideia melhor, acesse o link no qual Ali explica seu projeto. Está em inglês. Se você não é lá tao bom com a língua do tio Sam, não se preocupe, pois as imagens te ajudarão a ter uma compreensão mais exata do que se trata. Se o teu browser traduz a página, melhor ainda.

E aí, quer vir comigo nesta?

Espero sua companhia.

Bjks,

Flávia

* Querid@s, não esqueçam de responder a enquete do blog e se cadastrarem para participar do sorteio, ok? Conto com vcs, é só clicar aqui ou na imagem de laço aí ao lado, lembrando que a top comentarista do mês, entra no sorteio duas vezes.

quarta-feira, 28 de janeiro de 2015

Acessórios no lugar



Quem aqui como eu sofre com os acessórios fora do lugar? Calma aí, não é que eu seja de todo desorganizada, na verdade sou uma pessoa metódica e apaixonada por organização, que por algum motivo tem dificuldade de ensinar as filhas a se organizarem melhor.

Então aqui é comum encontrar elásticos de cabelo e tiaras fora do lugar e claro que com isso os muitos acessórios vão desaparecendo e a mãe louca sai para comprar mais bugingangas. 

Isso tudo porque elas têm caixas e mais caixas organizadoras desses acessórios. Mas eis que hoje topei com essa imagem que me deu esperanças. Tô seriamente pensando em comprar uma sapateira dessas para usar exclusivamente como porta acessórios, acredito que assim, como tudo mais visível, seja mais fácil as pequenas de 6 anos colocar tudo no lugar certo.

E você, o que achou? Conta pra mim.

Bjks,

Flávia

* Imagem daqui



* Querid@s, não esqueçam de responder a enquete do blog e se cadastrarem para participar do sorteio, ok? Conto com vcs, é só clicar aqui ou na imagem de laço aí ao lado, lembrando que a top comentarista do mês, entra no sorteio duas vezes.

segunda-feira, 26 de janeiro de 2015

Recalculando a rota

Ol@ querid@s,

Depois de dias sombrios, estou de volta. Estive doente esses dias e acabei deixando o blog de lado. Perdoem-me. Uma das minhas metas para esse ano era postar diariamente aqui, mas como levar tudo ao pé da letra quando o assunto é saúde? 

O fato é que ficar doente é raro para mim, então falhei ao não contar com este imprevisto. Agora já sei que daqui para frente terei que trabalhar o dobro para não falhar mais com esta meta. Mas aí está o bom da vida, a oportunidade que ela nos dá de rever conceitos e replanejar. Escrevo isso ouvindo mentalmente o som do GPS recalculando a rota. 

O primeiro mês do ano já está acabando e agora terei que analisar o que deu certo e o que não deu e por que não deu. Essa reavaliação vai me mostrar como seguir daqui em diante. Avaliação mensal não estava nos meus planos e hoje enxergo a necessidade dela, não só aqui no blog mas no dia a dia.

Então vamo que vamo, que a vida segue e o importante é não desistir. Estou empolgada, porque já desisti muitas vezes, mas - pela primeira vez em 37 anos - estou compromissada comigo mesmo e isso faz toda a diferença.

E você, não vai desistir, né? Recalcule sua rota sempre que for preciso.

Boa sorte para nós. 

Bjks,

Flávia

* Imagens daqui e daqui


* Querid@s, não esqueçam de responder a enquete do blog e se cadastrarem para participar do sorteio, ok? Conto com vcs, é só clicar aqui ou na imagem de laço aí ao lado, lembrando que a top comentarista do mês, entra no sorteio duas vezes.

sexta-feira, 23 de janeiro de 2015

'Restodonte' da Flávia

Olá querid@s do meu coração, 

Hoje volto com receitas que fizeram sucesso aqui na casinha. Lembram do franguinho com molho de pimentão amarelo que postei aqui na sexta passada? Pois é, ele rendeu e acabou sendo usado no "restodontem" da Flávia. 

Quer ver como? Espia só:

 


Bati um restinho do meu super feijão (ainda não ensinei ele aqui, né? Em breve corrijo isso) no processador, junto com umas colheres do molho. Coloquei na sopeira individual, com um pouco do frango e cebolinha cortadinha e jantei feliz. Como estava um calorão, não esquentei muito. Fechei a noite com poucas calorias e muita vitamina num prato único delicinha.



Dia seguinte, cozinhei macarrão parafuso, passei na água fria para quebrar o quente e misturei o 'restim' do frango, com maionese, cenoura ralada, milho e por cima, cebolinha de novo. Salada fria de macarrão para o almoço de verão, até as crias agradeceram.

E você, o que faz com as sobras? Conta para mim.

Bjks,

Flávia



* Querid@s, não esqueçam de responder a enquete do blog e se cadastrarem para participar do sorteio, ok? Conto com vcs, é só clicar aqui ou na imagem de laço aí ao lado, lembrando que a top comentarista do mês, entra no sorteio duas vezes.

quinta-feira, 22 de janeiro de 2015

Uma pequena palavra



Dia desses encontrei um site estrangeiro tão cheio de vida, tão inspirador, que não resisti e entrei no projeto proposto por sua criadora, a Ali. Há alguns anos, Ali decidiu concentrar suas metas em uma pequena palavra.

Sabemos e eu acredito piamente no poder da palavra. Quando falamos algo, essa palavra ou frase fica indo e vindo para nós em ondulações sonoras que geram energia. Segundo a Bíblia, a morte e a vida estão no poder da língua (provérbios 18: 21). Sendo assim, a física e a religião andam lado a lado nesta questão, então 'quién soy yo' para duvidar?

Em épocas em que a ansiedade extrema (sim, eu sei, preciso respirar), uma pequena palavra pode fazer uma grande diferença. Então informo que estou entrando no projeto da Ali. Ao que parece ela usou uma pequena palavra por ano, até que aquela palavra se tornasse parte de sua vida.

Eu farei um tanto diferente, usarei essa palavra enquanto achar necessário, até que essa palavra seja íntima do meu coração, da minha alma, do meu ser.

Te convido a ingressar comigo nesse projeto.

Bjks,

Flávia


* Querid@s, não esqueçam de responder a enquete do blog e se cadastrarem para participar do sorteio, ok? Conto com vcs, é só clicar aqui ou na imagem de laço aí ao lado, lembrando que a top comentarista do mês, entra no sorteio duas vezes.

quarta-feira, 21 de janeiro de 2015

Sobre mim << Liebster Award >>



Tag 2

Gente, quer me ver passar mal, é me comprometer com alguém e postegar o cumprimento. Aliás, deixar de postegar é o desafio da minha vida. Dia 5 de janeiro, vejam isso,  a linda a Theefa, do blog By Theefa, me indicou para responder uma #tag, intitulada Liebster Award. E só hoje vou conseguir fazer isso, mas o importante é que vou fazer e aproveitar para me apresentar um tico mais para vocês e, de quebra, indicar outros blogs.

Antes, apresento-lhes as regras da brincadeira:

  • Escrever 11 fatos sobre você
  • Responder as 11 perguntas feitas por quem te indicou
  • Fazer 11 perguntas para quem você indicou
  • Indicar 11 blogs com poucos seguidores
Fatos:
  1. Adoro dormir;
  2. Sou caiçara desde a barriga da minha mãe;
  3. Amo estar no campo, mas não me vejo morando longe da praia;
  4. Passei toda a vida lutando contra meu corpo, achando-o em excesso;
  5. Vivia de regimes malucos e exercícios, muitos;
  6. Só há poucos anos descobri que tive fases gordinha, mas que na maior parte do tempo era magra e gostosa;
  7. Amo assistir filmes;
  8. Sou apaixonada por conhecer novas histórias;
  9. Adoro bolsas gigantescas;
  10. Tenho sempre um livro na bolsa;
  11. Fiz cinco anos de aula de teclas (órgão, piano clássico, popular e teclado), além de 1 de violão, mas não toco nada.
Respostas:


  • Explique o porque do nome do Blog. Essa resposta foi dada acima;
  • Você tira um tempo exato para seu blog? Nem consigo pensar em tempo exato, mas venho diariamente trabalhar nele;
  • Você se inspirou em algum blog? Não, em nenhum específico. Mas todos os dias, muitos me inspiram.
  • Você tem uma carreira profissional? Qual? Sou jornalista, trabalho com comunicação já há 18 anos;
  • Qual horário geralmente você faz postagens para o blog? Noite;
  • Você tem o hábito de ler? Fale sobre isso. Leio  muito, desde sempre. Nem é mais hábito, é vício mesmo e amo quando consigo despertar o interesse de outra pessoa para a leitura;
  • Diga um lugar no mundo o qual você quer conhecer e a razão. Nossa, são vários e eu, não consigo dizer um só. Sonho em conhecer a agitação de Nova Iorque; o misticismo de Pirenópolis; a ciência da Grécia; o ancestralismo da Irlanda; o romantismo de Paris;
  • O que te inspira a continuar escrevendo? Necessidade. Escrever para mim é como respirar, preciso fazer;
  • Se você pudesse reviver um momento, qual momento seria? Segredo;
  • Para você, o que é primordial em um blog? O respeito pelo próximo. Blogs são feitos por pessoas que visam, ao meu ver, inspirar de alguma forma o visitante/leitor. Então respeitar o colega blogueiro, sem falar mal do outro publicamente e sempre dar crédito, com link, ao pegar uma imagem ou ao citar uma postagem;

  • Qual foi o seu ritual de fim de ano, fez um balanço do ano anterior, pulou 7 onda? Conte-nos! Fim de ano tem o tradicional jantar em família, depois vamos à praia ver a queima de fogos - que é de tirar o fôlego; tomamos champagne na garrafa; tiro muitas fotos, coisas assim. Não fiz balanço do que passou, apenas planejei o futuro.


  • Perguntas:
  • O que te inspira? Vale tanto pro blog quanto pra vida. 
  • O que você acha que faz de especial? Seja para você mesma e/ou para o próximo?
  • Qual foi a sua melhor viagem até aqui?
  • Qual a sua melhor leitura?
  • Me conta uma lembrança marcante?
  • Para viver, prefere praia, campo ou a agitação da cidade grande?
  • Um sonho?
  • Já está trabalhando alguma forma de realizá-lo?
  • Por que criou o blog?
  • Qual sua rotina com ele (o blog)?
  • O que te acrescentou na vida ter um blog?
  • Seguem as indicadas (click no nome que vc vai direto para a página):

     1 - Laís Vieira 
     2 - Thatiellen Amorim
     3 - Flavia Silva
     4 - Priscila Sabino
     5 - Dieiny Josiane
     6 - Maria Eduarda
     7 - Luciana Moraes de Matos
     8 - Ariane Bezerra
     9 - Juliana Monteiro
    10 - Nana Lioncourt
    11 - Luciana Souza

    * Querid@s, não esqueçam de responder a enquete do blog e se cadastrarem para participar do sorteio, ok? Conto com vcs, é só clicar aqui ou na imagem de laço aí ao lado, lembrando que a top comentarista do mês, entra no sorteio duas vezes.

    terça-feira, 20 de janeiro de 2015

    A Assinatura de Todas as Coisas <<< Resenha >>>

    Querid@s, já disse aqui que sou leitora compulsiva? Pois sou e com orgulho. Essa semana terminei minha primeira leitura do ano: A Assinatura de Todas as Coisas. O livro, escrito por Elizabeth Gilbert (aquela de Comer, Rezar, Amar), é uma delícia de ler, mesmo com alguns trechos mais arrastados.


    O comprei poucos dias antes do Natal. Primeiramente, a capa me atraiu. Depois vi quem era a autora e como sou fã, não resisti e trouxe para casa. Como não fazer isso, quando livro está custando $19,90 e conta com mais de 500 páginas? Achei que era um ótimo investimento e, se a história não fosse assim tão boa, também não perderia tanto.


    Não é porque sou fã de Liz G., que saio comprando tudo o que ela escreve. Tenho o livro Comprometida e juro que nunca consegui acabar de ler, achei chatíssimo. Andei lendo resenhas sobre o A Assinatura e parece que os leitores estão em 50%-50% - metade achou chato, outra metade poético. Então vamos lá para o que eu achei.



    A contracapa do livro apresenta a história de Alma Whittaker, uma mulher que nasceu na virada dos anos 1800, nos EUA. Então você começa a história curiosa com essa personagem, mas quem você encontra? O menino inglês, Henry Whittaker, que ajudava o humilde pai jardineiro a cuidar do jardim de um dos homens mais influentes da Inglaterra e do mundo.


    Henry, pobre, quer ser como aquele homem e começa a se dedicar ao estudo do seu jardim. Logo passa a trabalhar para ele e, sempre focado em aprender, faz descobertas surpreendentes pelo mundo a fora. Então, ele se decepciona com seu patrão, porque o mesmo não lhe dá o valor que ele acha que merece.


    Aposto que você se identificou com essa última frase, né? Quer saber o que Henry fez com a sua decepção? Virou as costas para o patrão, pegou o dinheiro que junto com afinco ao longo dos anos e foi investir tudo o que tinha e aprendeu na Holanda - porque admirava como os holandeses eram comprometidos com os seus negócios.

    Logo ele casou com uma holandesa inteligente e rigorosa com educação e costumes, foi para os Estados Unidos - porque acreditava que era um País em crescimento e construiu um império lá. Foi nesse ambiente luxuoso que Alma nasceu. Com poucos anos, a pequena já começou a ser educada pela mãe, pegou gosto pela leitura, despertou seu lado curioso de ser e saia para pesquisar o mundo que era o seu jardim.

    Sua mãe teve tantos outros filhos, mas nenhum sobreviveu. Até que ela se decidiu pela adoção e adotou a menina mais linda e delicada que alguém já tinha visto. Foi quando Alma se deu conta de que ela mesma era feia e isso é constantemente pontuado em todo o livro.

    Os amigos, os amores, os serviçais vão aparecendo ao longo da trama, com personagens muito bem construídos. Também preciso enfatizar a riqueza de detalhes com que Liz Gilbert (na foto ao lado) tratou essa obra. Com um pai que era importador e exportador de plantas, e investidor do ramo farmacêutico, e uma mãe apaixonada por orquídeas, não era de se admirar que Alma amasse a botânica e esse lado botânico é ricamente trabalhado em toda obra. Você vai lendo e admirando o quanto a autora estudou para desenvolver com eficiência essa história. É quase um tratado da botânica.

    É um romance com final feliz, pelo menos quando a pessoa aprende a viver com gratidão. A autora castigou Alma. Não bastasse ser grande, desengonçada e feia, ela nunca teve sorte com o amor (seja da irmã adotiva, seja dos homens que passaram por sua vida). Apesar de ser riquíssima, só viajou para fora da Filadélfia, onde nasceu, depois dos 40 anos - quando sua grande amiga Retta, adoeceu e para fora do País, depois dos 50 anos - a fim de encontrar respostas que lhe atormentavam a alma.

    Foi quando viveu suas próprias aventuras e fez descobertas surpreendentes sobre a evolução das espécies. Mas a dúvida, o medo, a insegurança a fizeram perder anos questionando se publicaria suas descobertas ou não. Foi quando Darwin (sim, o Darwin, da evolução) publicou e foi um estouro no mundo. 

    Alma não foi amada por quem gostaria; quando finalmente encontrou o amor, não foi de acordo com suas expectativas; e ainda perdeu a chance de ser reconhecida historicamente em todo o mundo por sua descoberta. Com tudo isso, o livro termina com ela agradecendo pela vida que teve e feliz.

    O livro é cheio de grandes mulheres, que fizeram a diferença nos anos de 1700/1800 - de acordo com o que era possível na sociedade da época. Alma é uma dessas grandes mulheres, com a diferença é que ela é parecida com muitas de nós. Tem medos, insegurança, baixa estima, depressão e segue em frente. É uma pessoa que vale a pena conhecer.



    Tradução: Débora Landsberg
    Ficção
    ISBN: 9788579622601
    Editora: Alfaguara
    Lançamento: 21/10/2013
    Formato: 15 x 23
    520 páginas

    Quer ler um trecho do livro em PDF? Clica aqui.


    * Querid@s, não esqueçam de responder a enquete do blog e se cadastrarem para participar do sorteio, ok? Conto com vcs, é só clicar aqui ou na imagem de laço aí ao lado, lembrando que a top comentarista do mês, entra no sorteio duas vezes.

    segunda-feira, 19 de janeiro de 2015

    Cantinho Craft para meninas

    Olá, mais uma segundona chegou. Você tá com a semana planejada, já? Bora pegar a agenda e programar o que precisa para ter aí sete dias de sossego e controle da sua vida. na teoria isso é lindo, né? Vou te contar que na prática é ainda melhor, incluindo os imprevistos e surpresas que aparecem e acrescentam em nosso ser, acredite.

    Hoje vou te mostrar um canto lindo da casa de uma querida blogueira internacional, a Jaime. Num dia de faxina ela resolveu mostrar em seu site o cantinho craft lindo do quarto da sua filha e eu fiquei totalmente in love com ele. Quer ver?


    Em cores pasteis, tudo muito organizado e delicado. A própria Jaime disse, em sua postagem, que aproveitaria para fotografar após a arrumação, porque não ficaria lindo assim muito tempo. Isso é vida em movimento em casa, né?

    Olha os detalhes da área de criatividade da princesa. Inspirador demais, não é?


    E você, também gosta de cantinhos fofos como esse?

    Bjks e ótima semana,

    Flávia


    * Querid@s, não esqueçam de responder a enquete do blog e se cadastrarem para participar do sorteio, ok? Conto com vcs, é só clicar aqui ou na imagem de laço aí ao lado, lembrando que a top comentarista do mês, entra no sorteio duas vezes.

    domingo, 18 de janeiro de 2015

    Stand up na decoração

    Minha  gente, minha gente e lá entramos nós, na terceira semana do ano. Já é hora de dizer "como assim"? O tempo voa numa velocidade assustadora e ontem me dei conta de uma coisa: relaxei. Não de ficar de boa, mas na atenção que dava à algo ou alguém. relaxei e nem notei. Mas, como nunca é tarde para recomeçar, fiquei esperta e comecei o carinho ao lugar que devia: minha casa. Notei que fui relaxando assim, devagar e se não me desse conta em tempo, logo o caos se instalaria.

    E você, como está na sua casa? Como estamos no meio das férias de verão, acabamos por não dar a atenção merecida ao lugar que vivemos. Afinal, é verão, férias, descansar é preciso. SIM, descansar é preciso, mas cuidado com o caos, ele pode engolir uma pessoa sem que ela note como isso aconteceu.

    Todo esse nariz de cera para perguntar: você ou alguém da sua casa já caiu na "onda" do stand up? Há dois anos que não penso em outra coisa. Moro na praia e nunca, nunquinha até agora, andei numa prancha remando e sonho com isso. Meu objetivo é realizar esse sonho nesse verão, mas vou aguardar a praia dar aquela esvaziada básica, porque se for para pagar mico, caindo da prancha, que seja com poucos espectadores.




    Mas... o stand up veio para ficar e se você já tem a sua prancha em casa e ela, no dia a dia, está como um entulho, paradinha ali no cantinho, que tal dar-lhe status? Use-a a na decoração. Quer coisa mais charmosa do que uma casa com decoração praiana? Nem tem, né?

    Olha só umas dicas que peguei daqui e dali para te inspirar nessa ideia:






    Até no quarto dos minis é possível usar a decoração da prancha e do remo, "óia":





    E aí, o que achou? Espero que tenha gostado.

    Bjks,

    Flávia







    * Querid@s, não esqueçam de responder a enquete do blog e se cadastrarem para participar do sorteio, ok? Conto com vcs, é só clicar aqui ou na imagem de laço aí ao lado, lembrando que a top comentarista do mês, entra no sorteio duas vezes.

    sábado, 17 de janeiro de 2015

    Vamos brincar e criar boas lembranças?


    Sabadão, crianças ainda com 10 dias de férias e a sua criatividade está como, hein? Olha, vou te ajudar. Que tal tirar um período do dia para confeccionar ratos??? Calma, aí, graças a Deus uma imagem vale mais que mil palavras. 

    Bora investir num projeto para ser feito juntinho com seu pequeno? Tenho certeza de que ele vai amar não só a brincadeira, mas o fato de estar fazendo isso com você! 

    Lembre-se que você é a responsável pelas memórias que seu filho terá no futuro. Amanhã, quando ele for visitar mentalmente o passado, poderá - quem sabe - lembrar com alegria, carinho e gratidão por esse momento. E, sem dúvida, o estar com ele, trabalhando lado a lado - mesmo que numa diversão - contribuirá na sua formação como cidadão.

    E para tudo isso, nem é preciso complicar! Hoje usaremos material prático. Tenho certeza de que você tem quase tudo aí na sua casa e o que não tiver, improvisa, gata!

    Bora lá? Vamos precisar de

    * Pregadores
    * Cola Branca
    * Pedaços de feltro;
    * Olhinhos com movimento (encontrado em armarinhos, bazares e papelarias)
    * Balão de escultura
    * fios de vassoura piaçava

    - Corte o feltro em formato de orelhinhas de rato (dois círculos unidos) em dois tamanhos diferentes e em cores diferentes; Cole a menor, sobre a maior e depois cole-as sobre a ferragem do pregador. Para ficar visualmente mais agradável, a sugestão é cortar todas as orelhas menores na mesma cor do feltro;
    - Ainda com o feltro, corte tirinhas de mais ou menos 0,5 cm X 3,5 cm; deixe 0,5 centímetro do comprimento para colar no pregador e os outros três centímetros, dobre ao meio no cumprimento e cole, para ficar durinho. Depois cole a parte não dobrada na parte que aperta o pregador; em cada prendedor, procure usar o rabo da mesma cor que a orelha maior;
    - Pegue os olhinhos e cole na frente das orelhas;
    - cole, em x, dois fios de vassoura em cada prendedor e encerre o projeto, fazendo uma pequena bolinha (um pontinho mesmo), na frente dos fios.

    Seu rato, com bigode e tudo, está pronto e pode ser usado para segurar, num varalzinho na quarto, os desenhos do seu filho ou até mesmo como fecho de embalagens. Se quiser dar um uso além do sugerido, que tal pregar imã na outro lado do pregador e colocar na geladeira ou em quadros magnéticos, para usar como lembrete?

    Espero que você tenha curtido a dica,

    Bjks,

    Flávia


    * Querid@s, não esqueçam de responder a enquete do blog e se cadastrarem para participar do sorteio, ok? Conto com vcs, é só clicar aqui ou na imagem de laço aí ao lado, lembrando que a top comentarista do mês, entra no sorteio duas vezes.