quinta-feira, 24 de dezembro de 2015

Meus desejos de Natal



Ainnn... hoje vim aqui rapidinho só para desejar um FELIZ NATAL. Esta é uma data preciosa, em que vários bons sentimentos são ativados em nosso coração. O nascimento do menino Jesus, que é o motivo real desta celebração, nos remete a renovação da esperança, dos sonhos e do amor.

Estou aqui, pedindo em oração, que todos os bons sentimentos alcancem seu coração nesta data e em todas as demais que estão por vir. Fomos criados com um propósito. Nem eu ou você estamos aqui à passeio. Que o amor, a gratidão e a compaixão estejam sempre presentes em seu trajeto no cumprimento deste propósito, 

Um grande beijo,

Flávia Souza






quarta-feira, 23 de dezembro de 2015

Calendário 2016 para baixar



Para quem acha que abandonei o blog, vim dar sinal de fumaça. Abandonei não, só que a vida real está acontecendo numa velocidade alucinante e exigindo cada vez mais de mim. O que não é mal, até porque estou bem e cheia de saúde e garra para enfrentar os desafios que aparecem.

Enfim, apesar da correria do dia a dia, vim aqui deixar um presentinho de Natal para vocês. Que tal iniciar 2016 focados na organização??? Com a ajuda do meu querido marido, fiz esse calendário fantástico para não perder nada do novo ano.

Percebem que ele é no melhor sistema FlyLady. Apresento as zonas da semana, o hábito do mês e deixo uma frase de motivação e aprendizado – para ajudar a afastar as vozes ruins. Nele você ainda pode marcar o dia do seu ciclo menstrual, fazer sua lista de compras e anotar compromissos.

Espero que curtam muito. Para ter o calendário do Conexão Flávia, é só clicar no nome do mês (acima das imagens), fazer o download gratuito e baixar em seu computador. Elas estão em PDF, é necessário baixar uma a uma. Eu imprimi o meu em tamanho A4, no Filipaper, que era o papel que tinha em casa e  que achei fácil para fazer anotações. Filipaper é aquele papel para cartões e certificados.  Existem outros papeis mais bonitos em gráficas rápidas, como o couchê ou aspen. Se você imprimir em jato de tinta também ficará show.

O meu ficará na parede da cozinha, anexado em uma prancheta, num espacinho onde quero montar meu Control Center. Para uma amiga, mandei encadernar e ela pode colocar o material na parede também. Enfim, está aí, meu presente de Natal para você. Aproveite, é de coração...

Um grande beijo,


segunda-feira, 23 de novembro de 2015

Autotranscendência e o flylady



Renato Russo dizia, com propriedade, em uma das suas canções que temos nosso próprio tempo - uma verdade tão forte em nossas vidas. Apesar do período medido em relógio, cada pessoa tem um momento próprio para entender situações, para aprender e até para crescer. O desafio é respeitar o prazo de cada um e o seu próprio tempo.

Às vezes queremos tanto algo e nos angustiamos por não conseguir, chegamos até a ficar ansiosos. Que qualidade de vida é essa de existir em meio a angustia e a ansiedade? Nós somos seres em constante construção, estamos aqui para evoluir e precisamos seguir um caminho para isso.

Nem todo mundo descobre sua missão de vida aos 15 anos, aliás, feliz é quem descobre cedo. Para a maioria de nós, mortais, o caminho tende a ser um pouco mais longo e até tortuoso, o que é muito bom. Esse trajeto cheio de desafios é o que realmente dá a bagagem para uma vida extraordinária.

Seus sonhos, planos, metas, desejos... cada uma destas realizações te levam a viver na plenitude que todos desejamos. Mas, é importante lembrar que o caminho existe e que só conseguiremos imergir nessa excelência quando decidirmos seguir essa estrada de cabeça erguida, olhando tudo ao nosso redor, contemplando cada beleza, se fortalecendo em cada dificuldade e valorizando cada passo dado.

O caminho da verdade*. Este foi o rumo tomado pelo cavaleiro mais corajoso do reino, quando viu que precisava se desvencilhar da armadura para se encontrar e para ser feliz sendo quem era e não o que era. Dilema, floresta, caminho, castelos... muitos foram os itinerários seguidos pelo cavaleiro para descobrir quem era e, assim, chegar ao começo.

Para encontrar a excelência na vida, o cavaleiro seguiu cada rota, enfrentou cada percalço e aprendeu. Muitas foram as assimilações entendidas durante o caminho até chegar a principal percepção de tudo: a descoberta de quem ele realmente era fora daquela armadura. Conhece-te a ti mesmo, filosofou Sócrates. A melhor descoberta que uma pessoa pode ter é sobre ela mesma. Autotranscedência, como definiu o filósofo.

O meu caminho foi bem parecido com o do cavaleiro. Enfrentar as singularidades da vida, reconhecer as situações (um desafio que muitas vezes volto a encarar), facear dragões e vencê-los. Esse foi o meu percurso, um trajeto feito no tempo certo, no momento em que consegui entender muitas situações e resignificar muitas lembranças e entendimentos. Uma viagem que volto a fazer com frequência e cada vez fico mais consciente da rota, e mais forte.

Um dos mapas que uso para seguir nessa diretriz, é o sistema flylady - que nesta semana está no Zona 4, o quarto principal. O método  auxilia na organização da casa e quando a casa está arrumada tudo flui melhor, não é? Do mesmo modo acontece em sua casa interior, seu corpo - alma e espírito. Quando as nossas emoções estão equilibradas, tudo flui melhor. Então vamos, juntos, cuidar da nossa casa.


Todos os dias divulgo nas redes sociais uma missão específica a ser feita, proposta pelo sistema. Uma única tarefa diária, que nos auxilia na busca desta vida extraordinária. Para acompanhá-las, siga o Conexão Flávia no Facebook e no Instagram.



* livro: O Cavaleiro Preso na Armadura, de Robert Fisher



segunda-feira, 16 de novembro de 2015

FlyLady e as Energias



Algumas coisas são engraçadas, especialmente quando sentidas, porém difíceis de serem explicadas. Uma delas é o cansaço que muita gente sente no final do ano. O corpo parece mais pesado e tudo parece mais desafiador. Acabamos desejando que o próximo ano inicie logo, é quando passamos a fazer novos planos e, de repente, tudo fica diferente. Aquela sensação de esperança toma conta e tudo acaba ficando mais leve.

Bom, justo citar que no Brasil esse ciclo acontece durante o verão, que é uma estação onde as pessoas ficam mais animadas. Cientificamente isso tem uma razão, sabia? Jô Furlan, médico e pesquisador na área da neurociência do comportamento, explicou para o site IG que a luz estimula a fabricação de serotonina, um neurotransmissor que controla o apetite, o humor, a energia e nosso bem-estar mental.

Estou ansiosa pelo sol de verão, pela energia e renovo que só esta estação proporciona com excelência. Pelo menos em mim. Os dias primaveris já fazem grande diferença na minha disposição, mas nada como o verão, ele realmente me reenergiza. Preciso do calor do sol para viver melhor.

Esse período político/econômico/ético em que estamos vivendo mexeu, de alguma forma, com o humor de todos nós, né? Nada como banho de sal para atrair boas energias. O fato é que, apesar da ciência, não devemos ficar "reféns" das estações para determinar nossos sentimentos, disposições e ações. Enquanto desejo a mudança de estação - que vai acontecer em pouco mais de um mês, vou vivendo, fazendo planos e trabalhando pelas concretizações. 

Para isso, nada como cuidar do dia a dia. Domingo costumo fazer a agenda da semana, me centrar na zona em que estarei trabalhando em casa e na preparação do cardápio semanal. Preciso dessa programação para a semana fluir melhor e, dar conta, com excelência, dos demais compromissos familiares e profissionais. Porque o que existe de verdade é o hoje e se não nos dispusermos a ter disposição e energia hoje, o que nos resta?

Assim, segue abaixo, a Zona da Semana: Banheiro Principal e um Cômodo Extra. Esta é a semana em que meu cômodo extra costuma ser o banheiro da suíte, mas preciso incluir também o quarto das crianças.

Vale lembrar que o hábito deste mês é a preparação do cardápio. Graças a Deus este hábito já adquiri há alguns meses e tem feito a diferença no meu dia a dia. Experimente também trabalhar isso. Deu certo para todas as minhas amigas que encararam este desafio comigo. Para inspirar, o meu está logo abaixo e aí em cima tem, também, uma aba só dedicada a eles.

Quem me segue nas redes sociais sabe que, aproveitando o hábito do mês, também me propus um outro desafio: preparar a mesa. Costumamos fazer uma mesa mais elaborada em ocasiões especiais, como um jantar romântico ou natal, né? Então pensei que, quando fazemos cada atividade com amor e dedicação, todos os dias são especiais.

Hoje não coloco mais a toalha, pratos e talheres sobre a mesma. Antes penso numa forma de deixá-la convidativa usando o que tenho em casa. Esta primeira semana foi um sucesso. É verdade que querido marido e querido filho torcem o nariz para as minhas "frescuras", mas minhas queridas filhas estão amando. Vivem falando que se sentem mais importantes com a mesa bem posta. E se este é o sentimento que estou invocando nela e que esta acarretando mais sorrisos, então estou no caminho certo.

Te convido a vir comigo neste desafio também.














segunda-feira, 2 de novembro de 2015

FlyLady e a Medida Ideal



Hoje optei por escrever sobre um assunto abrangente, a medida ideal. Não estou falando de nada em específico e de tudo ao mesmo tempo. Falo da importância de se ter ataraxia. Os gregos (de quem sou fã incondicional) usavam esta palavra para descrever a tranquilidade da alma - que para mim é real, a partir do momento em que encontrei o equilíbrio.

No fim de junho, antes de fazer um importante curso de desenvolvimento pessoal, Miriam - uma das responsáveis pelas dinâmicas dadas nas aulas, me perguntou: "o que procura exatamente?". "Equilíbrio", respondi sem titubear respondi. Cinco meses depois escrevo este texto sorrindo ao constatar que o investimento naquele curso foi um dos melhores feitos por mim e por aqueles que acreditaram em mim. 

Precisei de mais de três décadas de vivência - e aqui vai a junção de vida com experiência, para encontrar esta posição harmônica. Dentro de mim, o desejo por esta posição era latente. Eu andava desesperada e sem rumo, num enorme labirinto cíclico em busca de estabilidade. Não é exagero falar que houveram períodos em que realmente me perdi. Vestida em farrapos, descabelada e vazia, respirava o medo e a tinha a cegueira como guia. Mas isso mudou quando quis que a transformação real acontecesse.

Falar de equilíbrio emocional é mais profundo e importante do que qualquer outra busca, porque este é o ponto de partida para todas as demais conquistas. Encontrar o equilíbrio é ter a consciência de quem somos, do porque estamos aqui e ter a sabedoria para entender que tudo se determina pelas nossas atitudes e escolhas. Tudo se determina pelo nosso espírito.

Não existe obviedade em dizer que sabe disso. A essência é vivenciar esta consciência para encontrar a harmonia, a estabilidade e a solidez. Tem um pensamento do filósofo grego Séneca que descreve com completitude esta ideia: "apressa-te a viver bem e pensa que cada dia é, por si só, uma vida".

Entender este pensamento é compreender o que Jesus disse, no livro de Mateus, capítulo 6 versículo 34: "Portando, não se preocupem com o amanhã, pois o amanhã trará as suas próprias preocupações. Basta a cada dia o seu próprio mal". 

Em Filipenses 4:6, Cristo diz: "Não andeis ansiosos por coisa alguma". Séneca completa: "o homem que sofre antes de ser necessário, sofre mais que o necessário".

Dois pensadores importantes da história, seja ela cristã ou filosófica, que falavam basicamente a mesma linguagem a respeito de viver na medida ideal: viva o hoje e viva bem. A preocupação com o amanhã só causa ansiedade, estresse, medo. O viver o hoje nos leva a agir, a ter que tomar atitudes e fazer escolhas que refletirão no amanhã. Eu decido viver o hoje. Bem.

Busco criar forças para combater as dores e adversidades, aceitar as situações e trabalhar para mudá-las, se considerar que é isso que devo fazer. Prefiro não esperar por ninguém e, se esperar, tenho a consciência de que depositar minha confiança na atitude alheia também foi uma opção minha. Eu sou a única responsável pelas minhas atitudes e até pela falta delas. Consciência. Medida Ideal. Harmonia. Ataraxia. Tranquilidade da Alma.

Manter este equilíbrio é, também, um desafio que não abro mão. Ah... a vida sabiamente falada por Séneca e também por Jesus Cristo, seria tão sem graça sem esses desafios. Sem eles, tudo seria apatia. Aceitá-los significa, simplesmente, evoluir. Arrisco a ir além, ao afirmar que aceitar o desafios que a vida nos oferece é imergir no viver em plenitude. Quer mergulho melhor?

Para ter tal plenitude ou viver a vida extraordinária que uso tanto nas minhas hashtags nas redes sociais, são necessárias muitas doses de boas escolhas. Decisões de medida ideal. Dê significado às suas escolhas, que elas sejam feitas em consenso com o que acredita ser correto e com o que deseja para o seu futuro. Analise que mudanças cada escolha pode fazer em sua vida, em seu futuro. 

Isto é consciência, é viver em equilíbrio - estado de espírito sonhado por muitos, discutido por filósofos desde antes de Cristo até os dias atuais. Um estado de espírito possível de se alcançar mesmo hoje, um período em que os valores parecem distorcidos por uma sociedade que valoriza mais o ter do que o ser.

FlyLady - Dentre as minhas escolhas - que definem que sou, está o método FlyLady - que visa a organização da casa e da vida pessoal. O sistema, como expliquei aqui, propõe adquirirmos novos hábitos. Temos 31 baby steps que nos ajudam a estabelecer pequenas rotinas que colaboram para colocar ordem no caos. Temos, ainda, as zonas da semana, onde realizaremos missões diárias, além do "cuide-se" - incentivando nos darmos pequenos mimos que colaboram para a nossa auto estima.

Aqui no blog estou muito focada em compartilhar a limpeza e organização das zonas semanais. Entramos num novo mês e, com ele, numa nova zona a ser trabalha, a 1 - que abrange: hall, terraço e Sala de Jantar. Abaixo, sugiro como trabalhar cada área da zona da semana. Aconselho que imprima estes três lembretes abaixo e, conforme for cumprindo o proposto, risque o que foi feito. 

Na fanpage e no instagram também coloco missões diárias. Essas missões ajudam a nortear melhor o cuidado da zona. Vem comigo, mergulhar com tudo nesta proposta de medida ideal, que para mim abrange valores, como: organização, minimalismo, amor próprio, alimentação honesta, vida saudável, entre outros.




segunda-feira, 26 de outubro de 2015

Finalmente se amando...



Bom dia meninas e meninos que me acompanham por aqui... perdoem-me se ainda estou falhando nas postagens. Uma hora pego no tranco, ah... pego!!! 

Hoje quero falar sobre algo que tem sido muito intenso por aqui, o processo de mudanças. Há um ano eu assumi o compromisso de mudar. Quando assumimos um compromisso com alguém, fazemos questão de honrar nossa palavra, não é? Então por que não fazer o mesmo com a pessoa mais importante da nossa vida: nós mesmos?

O desejo de mudança, que há anos me acompanhava, virou compromisso assumido e assinado. Sim, assinei um termo para oficializar o processo e até mostrei para uma amiga. Desde então, muitas mudanças aconteceram comigo. Hoje, sou a pessoa que sempre sonhei ser porque finalmente aceitei agir. 

O fato é que sozinha não conseguiria, por isso tive a honra de poder contar com pessoas preciosas nesse processo. Como sou grata a cada uma delas. Além da ajuda das pessoas, estive atenta para aprender e praticar o aprendizado. Um comentário de uma ação banal na casa de uma amiga, poderia vir a ser um grande aprendizado para mim. Um exemplo foi quando a Lilian, uma amiga querida, comentou que se incomodava porque tinha dias que nem conseguia arrumar a cama. Foi quando ela soltou: "eu não fazia uma coisa que leva só um minutinho do dia para fazer". 

A Lilian mudou isso e essa semana ela cronometrou o tempo que levava para arrumar a cama e revelou que em 40 segundos conseguiu fazer. Fiquei impressionada em como a gente arruma desculpas para não fazer coisas simples e que não levam nem um minuto do nosso dia. 

A primeira vez que essa amiga amada veio com essa história de "não leva nem um minuto", me dei conta que - apesar de arrumar a cama todos os dias ao acordar, ainda estava deixando de lado de fazer muitas coisas que não levam nem um minuto. Depois disso, minha dinâmica a respeito de muita coisa mudou.

O processo de mudança interior não é algo que ocorre em um ano, mudar é um processo evolutivo e deve levar a vida inteira. Enquanto estivermos atentos à aprender e praticar, estamos dentro deste processo precioso. Um processo que eu não abro mais mão, de jeito nenhum.

Dentro desse processo de mudança, veio a necessidade de uma vida mais honesta, prática, simples e minimalista. Para esta vida dar certo, seria necessário o mínimo de organização em todas as áreas. Foi quando o sistema flylady voltou a entrar em minha vida. Conheci o sistema há mais de dez anos, talvez em 2003 ou 2004, pelos grupos do Yahoo e, sem compromisso, fui seguindo e fazendo alguns ajustes em casa. Mas é difícil manter algo quando não se há compromisso, mesmo que esse algo seja positivo.

Há um ano e meio atrás, mais ou menos, o sistema voltou à minha vida. Dessa vez ele veio de mansinho e disfarçado, eu aceitei que fosse assim até que chegou o dia que entendi que merecia que ele fizesse parte da minha vida de forma efetiva e tenho buscado honrar esse compromisso que fiz comigo mesma.

Ser Fly - Finalmente se Amando é a tradução de Finally Loving Yourself, as iniciais de FLY. Para me amar e ter a vida que sempre sonhei, sendo quem eu desejava ser, era preciso - em primeiro lugar, me amar. Finalmente entendi isso e tenho buscando colocar em prática, também, por meio do sistema FlyLady.

Hábitos - Ser fly não é só cumprir as missões propostas pelo sistema - e que reproduzo aqui e nas redes sociais, é mudar hábitos e desenvolver rotinas para organizar e manter sua casa, cuidando da família, da saúde, da auto estima e da vida financeira também. Por isso, uso as redes sociais para insistir na mudança de hábitos. Bato na tecla que "se é para sermos escravos de hábitos, que sejamos escravos de bons hábitos".

Tempo - O sistema propõe que entre em nossa rotina diária uma série de 31 pequenas tarefas, que  - com o tempo, são cumpridas no automático, como escovar dentes ou pentear os cabelos. Tarefas que duram poucos minutos hoje, mas que te ajudam a gerir o tempo e a organização da casa com excelência. 

BabySteps - Depois de introduzir essas 31 pequenas tarefas, também chamadas de "BabySteps", as flys são apresentadas às zonas das semanas e à limpeza detalhada. Acreditem, depois de terem essas 31 pequenas tarefas em seu "automático" (ou pelo menos boa parte delas), cumprir às missões propostas nas zonas da semana ou os desafios mensais são infinitamente mais fáceis.

O bom é que como eu, na rede se encontram várias outras mulheres engajadas neste estilo de vida dispostas a compartilhar informações e aprendizados com quem realmente quer mudar e aprender.

Zona 5 - Para hoje, vou entrar na zona da semana - que é a 5. Esta zona abrange a Sala de Estar, de TV, de Visitas e da Família. Posto aqui a lista de limpeza detalhada proposta pelo sistema. As missões diárias estão na fanpage e são colocadas no IG também. Aconselho que imprima esta lista (é só clicar nela, que a imagem abre sozinha na tela), coloque-a num lugar visível (eu colo na geladeira) e vá fazendo aos poucos. Conforme for fazendo a limpeza, vá riscando o que foi feito.

15 minutos - Uma das propostas do sistema e usar o timer, marcando 15 minutos. Esse é o tempo máximo que você deve gastar em cada atividade. Por exemplo, marque 15 minutos no timer e vá limpar a janela. Se não deu para fazer nestes 15 minutos, páre e vá para a próxima atividade, onde passará mais 15 minutos. Terminou, volta para a janela. 

Não se canse - Vá fazendo aos poucos, sem se cansar. Pare a cada 45 minutos para beber água, tomar um chá, ler alguma coisa e só volte às atividades depois de 15 minutos parada. Você vai descobrir que em 15 minutos dá para fazer muita coisa. O mais legal do timer é que ele é uma excelente ferramenta na manutenção do foco.

Destralhe - Antes de começar a limpeza da sala, tire 15 minutos para destralhar o ambiente. Veja tudo o que não pertence a esse cômodo e vá tirando, levando de volta ao cômodo certo. Aproveite e dê uma geral nos jornais e revistas que insistem em se acumular. Coloque-os no lugar certo ou, melhor, jogue fora o que já foi lido ou o que não conseguirá ler depois. Só após destralhar, comece a limpeza, combinado?

- Em tempo, o desafio flylady de outubro é o destralhe de papéis. Ele está todinho no facebook e é, diariamente, inserido no ig. Vá lá e veja o que precisa fazer. Cada dia uma coisa e aos poucos a vida vai ficando mais leve - 

LEMBRE-SE: Não se desespere se - ao olhar a sala, achar que não conseguirá colocar tudo em ordem em uma semana. Não se esforce além do necessário, apenas lembre-se que sua sala não ficou bagunçada e desorganizada em um mês, logo ela não precisa ficar perfeita em uma semana. O que não der para ser feito nesta semana, será feito quando voltarmos a esta zona, ok?



Apesar de ter a lista de limpeza detalhada para a semana, tenho meu próprio checklist de limpeza e organização da casa, que funciona de acordo com as necessidades do meu dia a dia. Você sabe como é o seu dia, por isso, vá adaptando as propostas do flylady de acordo com a sua rotina diária que vai, na maior parte das vezes, além da casa, incluindo filhos, marido, trabalho e outros compromissos. Apesar de ter a minha lista feita, também busco seguir as missões diárias propostas pelo fly.



Vou aproveitar e deixar registrado aqui, o meu cardápio semanal. Preparar essa lista ajuda a otimizar meu dia e dá excelência às refeições feitas em casa. Para entender melhor, sugiro que leia esta postagem aqui.


segunda-feira, 12 de outubro de 2015

Fly Lady e a Criança Livre



Hoje é feriado santo, mas também é Dia das Crianças. Fiquei pensando aqui que precisamos equilibrar o nosso lado adulto e o nosso lado criança. Temos que ter a responsabilidade e compromissos dos adultos, mas a leveza disposição das crianças e não falo só de disposição física não, é a disposição de viver cada momento com intensidade. Já viu o que acontece quando uma criança começa a brincar? Ela não quer parar nunca, nos passando a impressão de que não cansam. Sem contar a sede que têm de aprender e a liberdade que têm para viver. Ah, temos tanto para aprender com nossos pequenos. No lugar de viver podando-os para que sejam cada vez mais como nós, adultos, devemos observá-los e aprender (ou reaprender) a ser cada vez mais como eles.

Como tenho meu lado adulto à flor da pele, coisa de mãe de 3 que tem uma agenda atarefadíssima com as questões da casa, do filho e da profissão, preciso ter tudo sob controle para ter tempo, também, para me divertir. A organização da minha agenda semanal faz com que eu não me perca tanto e foque meu tempo e atenção no que está programado para ser feito, inclusive com tempo livre - para imprevistos ou diversões.


Nessa organização, compartilho com vocês a missão do FlyLady e também a minha rotina da semana. Nesta semana estamos na Zona 3 - banheiro principal e um cômodo extra. Esta é uma semana que não tem missão diária, uma oportunidade para que você exercite o hábito de fazer suas próprias missões. Verão que deixo registrado os itens de limpeza detalhada e procure se focar nos detalhes mesmo. Se vai limpar o lustre, dê o seu melhor, para não se preocupar com ele de novo tão cedo.
Deixo, também, os cômodos extras, escolha um e faça a limpeza detalhada dele. Apesar de meus cômodo extra serem atividades extras em geral na casa, vou dar ênfase ao quarto do querido filho - que realmente está precisando desta atenção maior (minha rotina de limpeza da semana está lá embaixo, na última imagem).

Abaixo, deixo registrado o meu cardápio da semana (falei sobre ele aqui) e, em seguida, as missões da semana. Vale lembrar que em outubro, o desafio da flylady é destralhar papéis. Temos o hábito de acumular muito papel (jornais, revistas, receitas, contas, livros, atividades dos filhos...) e este é o momento de se desfazer de cada um deles. Diariamente, no meu ig e na fanpage coloco a missão do destralhe. Aos poucos as coisas vão se organizando e a vida também.

Desejo um dia lindo para vocês e divirtam-se, todos os dias, o tempo todo e em que tudo o que fizer.














segunda-feira, 28 de setembro de 2015

Flylady e a rotina


Bom dia, amadinhas... Espero que estejam iniciando esta última semana do mês com todo o gás. Hoje estou aqui cheia de coisas para fazer em casa, também preciso estudar, colocar a leitura em dia e fazer zilhões de coisas na rua. Também preciso caminhar - isso não posso deixar de fazer por nada no mundo!

Para dar conta dos meus compromissos de forma a me sentir realizada só estabelecendo uma rotina. Nunquinha na vida pensei que um dia fosse ser fã de rotina. Sou jornalista, rotina é uma palavra que não acompanha a profissional e amei que fosse assim até poucos anos. Depois que as minhas gêmeas nasceram, entendi a importância de se ter uma rotina para que a vida flua melhor - e olha que eu já era mãe de um menino quando entendi isso!

Hoje não abro mão de controlar o que consigo controlar. A rotina me ajuda a não falhar com alguns compromissos diários, por exemplo. No domingo, preparo o cardápio e a agenda da semana para a limpeza e organização da casa. Também preparo a agenda de compromissos gerais - inclusive os profissionais e, algumas coisas nem entram na agenda porque já viraram hábitos.


Um exemplo são alguns cuidados que tenho comigo. Todos os dias, ao acordar, lavo meu rosto com gel de limpeza e, em seguida, passo protetor solar antiidade. Após tomar banho, passo hidratante no corpo todo. Antes de dormir, passo um creme especial nos pés. Às segundas e quintas, faço esfoliação no rosto, um tipo de peeling de cristal que consigo fazer em casa.

Como disse, este é só um exemplo de situações que viraram hábito, como não ir dormir sem deixar a pia limpa ou só sair do quarto, pela manhã, após arrumar a cama. Esses são alguns dos hábitos fazem parte da minha rotina diária. Ainda estou caminhando em muita coisa, por isso, tenho trabalhado a aquisição de outros bons hábitos. 

Adquirir hábito é um exercício diário, leva tempo e comprometimento. No meu ponto de vista, sou a melhor pessoa para me comprometer comigo mesma. Se consigo ser comprometida comigo, sei que posso me comprometer com os outros com a mesma excelência.

O sistema flylady também trabalha a aquisição de novos e bons hábitos. Todo o mês, é proposto o exercício de trabalhar este hábito. Já que esta semana entramos em um novo mês, trabalharemos, também, a aquisição de um novo hábito; SE LIVRAR DA TRALHA DE PAPEIS QUE SE ACUMULA PELA CASA. 

Para ajudar nisso, a partir do dia 1º estarei colocando na fanpage e no instagram, uma missão diária para este hábito. Teremos o mês todo para fazer isso, então nada de passar um dia perdida em papeis tentando se organizar. Lembre-se que esses papeis não se acumularam em sua casa em um dia, logo você não precisa se livrar deles de uma vez só. Aos poucos as coisas fluem, acredite!

Nas redes sociais também coloco as missões diárias da flylady. Acompanhe, imprima e busque acompanhar o que é proposto. Vai ver que com o tempo, sua dinâmica na organização e limpeza de casa vai ser outra. 


Nesta semana estamos em duas zonas, a 5 e a 1, que equivalem à sala de estar, TV, visitas e família, além da sala de estar, hall de entrada e sala de jantar. Como hoje é segunda, também é dia de abençoar o lar. Após o fim de semana, não consigo fugir desse dia, pois é quando a casa mais precisa de carinho. 

Aqui é dia de trocar e lavar roupas de cama e banho, também aproveito para passar rodo mágico em toda a casa e apago os hot spots que apareceram no final de semana, aquelas baguncinhas que acabam se acumulando quando a casa está com maior movimentação...

Lembre-se que aos poucos as coisas vão dando certo, as peças vão se encaixando e o cenário que vai se formando resultará em muitos sorrisos, acredite. Desejo á você uma semana linda :)







segunda-feira, 21 de setembro de 2015

FlyLady e as estações





Esse início da semana é especial para mim, pois é nesta semana que inicia uma das minhas estações preferidas do ano, a Primavera. Gosto do clima desta estação, as coes, das flores e aromas. Como sou muito de sentidos, ela é como um abraço gostoso e estou doida para curti-la. 

Tô aqui pensando em fazer como estas americanas, que celebram a entrada de uma nova estação com decoração temática. Já tenho flores na minha decoração tradicional, vamos ver o que posso fazer para entrar de cabeça no clima, gastando quase nada! Aliás, não gastar com supérfulos tem sido a regra por aqui.... coisas de quem  está em processo de educação financeira!!!

Enquanto penso em como decorar a casa para dar um toque primaveril, deixo com vocês a missão da semana, que é o quarto principal da casa. Vamos nos dedicar à ele com atenção especial esses dias, ok? Lembrando que as missões diárias são encontradas na fanpage do Conexão Flávia e também no Instagram.


Beijo, beijo


sexta-feira, 18 de setembro de 2015

Da cabeça para o papel: como uso da agenda tem mudado minha vida para melhor


Flávia Souza*

Sempre me identifiquei como uma pessoa desorganizada, mas que ama a organização. Era daquelas que sonhavam em ter um dia de 48 horas, porque 24 era pouco para fazer tudo o que precisava fazer.

Meus dias começavam cedo, terminavam tarde, eram cheios de atividades e, ao deitar, ia para cama frustrada por não ter feito nem metade do que precisava. Pior: se alguém me perguntasse o que eu havia feito, não sabia responder. Porque sempre tive a impressão de que não fazia nada.

É claro que esta visão era formada diante de tudo o que ficou para trás. Cuidar de três filhos pequenos, da casa e ter dois empregos (às vezes três), eram ações e funções diminuídas por mim diante do que não aconteceu.

A verdade é que já há bastante tempo não tenho uma rede de apoio. Entenda com isso que não tenho empregada ou faxineira; babá; ou pais morando próximos. Meus filhos estudam meio período e eu não suporto ficar em casa suja ou bagunçada. Ninguém gosta, né?

Amar a organização não me ajudava em nada em ser organizada. Eu precisava agir, mas confesso que estava perdida olhando para o que não tinha feito e me frustrando. Gastei muito tempo e energia nas coisas erradas. Ainda bem que sempre é tempo de mudar.

Há cerca de dez meses tenho trabalhado esta mudança. Porque decidir mudar, ainda não é o mesmo que agir. E, para que esta ação tenha bons frutos, precisei mudar alguns hábitos. 
O primeiro deles foi usar minha agenda. Sabe aquela que a gente acaba ganhando de uma empresa, cliente ou amigo secreto no final do ano e mal é tocada durante o ano? Pois é, é desta mesma que estou falando. Comecei a colocar todos os meus compromissos no papel.

O legal é que fiz importantes descobertas com esta ação tão simples e mudei meu ponto de vista sobre mim mesma. A primeira descoberta é que eu faço mesmo muitas coisas no dia, talvez muito mais que uma pessoa normal. Talvez até o normal para quem tem uma vida como a minha. Então aprendi a me valorizar mais e a deixar de me culpar.

Outra coisa que entendi é que, ao tirar as coisas da cabeça e colocar no papel, a mente fica mais livre. Quando tinha um compromisso, passava o dia lembrando que precisava fazer aquilo ou ir a tal lugar. Esse compromisso se tornava uma cobrança e eu acaba me tornando escrava de auto-cobranças e muitos esquecimentos.

Compromissos no papel liberam a mente para viver o presente, para se concentrar no que exige atenção no momento. Outra vantagem de se ter as tarefas a realizar no papel ou numa agenda eletrônica é que você passa a estruturar melhor sua rotina diária, logo está gerenciando seu tempo com mais eficácia. Quem não já ouviu falar que tempo é dinheiro?

Pois é, com os compromissos no papel a gente para de perder tempo com coisas menores, para se concentrar em cumprir o que foi estabelecido para aquele dia. Para mim, cumprir a agenda virou um jogo que eu precisava vencer diariamente. Contudo, quando não conseguia, também não me frustrava porque via que cheguei bem perto de onde deveria estar.

Aprendi que feito é melhor que perfeito e, se não deu para fazer hoje, o compromisso volta para a agenda para ser cumprido no dia seguinte. Hoje não convivo mais com as cobranças da minha mente, nem com constantes esquecimentos. Tenho a cabeça livre para pensar, me concentrar e construir o hoje com mais maestria.

Hoje não apenas amo a organização, mas a abraço todos os dias com amor. Ela veio para ajudar a mudar a minha vida para melhor e eu não abro mais mão do melhor de jeito nenhum.


A autora é mãe de 3, dona de casa, blogueira, jornalista, especialista em Língua Portuguesa, amante da organização e busca ordem em meio ao caos para viver em plenitude