quarta-feira, 11 de junho de 2014

A festa é nossa

Ehhh... semana de festa em casa. 8 de junho minhas meninas completaram 6 anos e para comemorar reunimos amigos e familiares para uma festinha simples, no salão do prédio da vovó. O tema foi o desenho do momento: Frozen. Eu, que não curto fazer festas de personagens de desenhos infantis, fiquei encantada com este, pela perfeição da história toda: o amor de duas irmãs.



Nem preciso dizer que Carol e Mari ficaram realizadas, né? A decoração foi toda feita por mim e pelo papai. Também fiz as saias que usaram para cantar parabéns e a cereja do bolo foram as tranças das personagens. Elas se sentiram as próprias Elsa e Anna. Em tempo: Carol também é Ana e Mari é Elisa (Ana Carolina e Mariana Elisa), ou seja, até os nomes das personagens se aproximam das minhas originais.


Preciso aproveitar para fazer alguns agradecimentos: primeiro à Adriana, mãe da Giullia (melhor amiga da Carol), que nos deu a decoração Frozen de cartonado usada na festa da sua princesa. Ela usou o cartonado na parede, nós fizemos diferente, colocando-os na mesa.



Agradeço também à Luciana, da Doceria Luciana, pelos bolos perfeitos que fez para a nossa festa. Foram gastos muitos minutos de conversação para que ela entendesse o que eu queria. O resultado me surpreendeu. Os bolos estavam deliciosos, mas a forma que foram feitos revelou como é uma artista de primeira. Fiquei orgulhosa dos bolos que me entregou. 


Até hoje, fazendo este post, sorrio ao lembrar de todas as nuances e detalhes dos bolos: os Olafs ficaram perfeitos, assim como o cenário deles. Os degradês, os gels e a base (em maria mole) fizeram toda a diferença. Até o papel arroz ficou onde eu pedi. Amei, amei, amei!


(Luciana também fez os nossos bolinhos no ano passado. Encontrei-a no face e encomendei no escuro. Ela já me ganhou ali. Veja como ficaram os bolos, clicando aqui)

E as crianças brincaram até! A vantagem de fazer festa no prédio da vó é a economia em aluguel de itens para diversão, já que lá pode-se usar o playground e o salão de jogos que ficam no mesmo pavimento da área de festas. 



Papai também fez a retrospectiva com fotos, filmes e clipes e claro que quando chegou a vez do vídeo da Elsa cantando Let It Go, as meninas se reuniram em volta da TV e cantaram junto em coro. Coisa mais linda de se ver.


Cantamos parabéns para elas e na hora (ops... logo que terminamos), começaram a cair bolinhas de sabão... a ideia era que parecesse que começava a nevar na hora, mas o efeito não foi o esperado. Já que logo após o parabéns delas, tivemos outro parabéns. Ahhh... na foto cortando o bolo, vejam a Carol de olhinhos fechados fazendo pedido. Isso é coisa da mãe supersticiosa: faz um pedido em silêncio e corta o primeiro pedaço debaixo pra cima. 


E como dia 9 de junho, filhote mais velho também fez aniversário, aproveitamos a festa das irmãs para celebrar os 12 anos dele. Ele não queria que fizéssemos nada, mas não aguento, né? Sem que soubesse convidamos seus amigos e, também de surpresa, compramos um bolinho e cantamos parabéns pra ele. Pena não termos conseguido registrar a cara de surpreendido que o Caio fez na hora que viu os amigos carregando o bolo em sua direção. É uma cena que não esquecerei jamais.


Ano passado também comemoramos o aniversário dele separado das meninas. Já estava na fase pré-adolescente em que não quer mais festa de criança. Então reunimos seus amiguinhos no boliche. Veja como foi, clicando aqui

Agradeço a Deus por ter me concedido esses três preciosos presentes. Sim, meu trio maravilha são presentes que Papai do Céu me deu de aniversário, porque eu também aniversariei em 9 de junho.


Eu sempre me realizo fazendo a festa dos meus filhos no melhor estilo Faça Você Mesma. A festa fica simples, do jeito que eu gosto e toda feita com amor. Para ver as festinhas anteriores clique aqui, aquiaqui, aqui, aqui, aqui e aqui.

segunda-feira, 2 de junho de 2014

Cachecol feito sem agulhas


Faltam poucos dias para a chegada do inverno, mas por aqui o frio já chegou. Eu, pelo menos, já durmo com dois edredons (sou friorenta demais, confesso). Meu sonho é comprar um aquecedor, mas marido - que é calorento, já disse que este sonho não realiza. Assim, procuro estar sempre bem quentinha para sobreviver ao inverno por inteira.

Claro que quando vi essa imagem, de cachecol feito com as mãos, meus olhinhos brilharam. Não só porque sou adepta do Faça Você Mesmo, mas também pela facilidade e beleza da peça. Pesquisei sobre ela e descobri que tem gente que a vende em atacado, pela facilidade confeccção. Dizem que até crianças conseguem fazer.

Tenho que revelar que ainda não tentei, mas vou tentar (apesar das minhas duas mãos esquerdas) e se conseguir, vou convidar minhas pequenas para produzirem comigo. Já pensou? Sairemos estilosas por aí, com algo feito por nossas próprias mãos (ainda bem que sonhar é de graça- rs).

Bom, deixando a conversa de lado, vamos aos vídeos que ensinam a arte de tricotar sem agulhas. Espero que esta postagem estimule a produção de cachecóis... quem sabe não sou presenteada com um??? hahaha






Esse próximo vídeo é bem legal, porque ensina a fazer cachecol com os dedos. Este até crianças conseguem fazer. Certamente vou começar minhas produção assistindo esse vídeo. 





Bolinho de arroz de forno



Ixi, meu espacinho tá parecendo blog culinário. Eu agora só venho aqui falar de comida. Mas deixa eu justificar: recentemente os exames dos meus filhos saíram com resultados assustadores. Colesterol e triglicérides gritando das três crianças e eu com cara de panaca sem saber porque, afinal, não faço frituras, uma vez em nunca compro salgadinhos de isopor pra eles e as bolachas recheadas também são só de vez enquando. E, de verdade, sou fã de alimentação saudável. Imaginem se quase não pirei quando vi aqueles resultados.

Demorei quase três meses para levá-los na nutróloga, então bem antes da dieta receitada, comecei por conta as mudanças reais em casa. Algumas situações que já faziam parte da minha reeducação alimentar passaram a fazer da deles também. O leite integral passou a ser desnatado, o sucrilhos do gato passou a ser o Fitness, bolachas só as integrais e agora presto atenção até no sódio dos biscoitos salgados. Os light e diets também fazem parte da nova realidade, que não inclui mais pães.

E assim tenho buscado melhor administrar a dieta das crianças, insistindo até com os horários de comer. Nessa busca pela saúde dos meus filhos, tenho me arriscado mais em lanchinhos interessantes, gostosos e honestos e foi nessa busca que encontrei essa receita linda de bolinho de arroz assado. Já havia visto outras receitas para fazer no forno, mas essa ganhou meu coração e das crianças também. Iupiiii!!!

Ah, já vou logo avisando. Fiz com o que tinha em casa, então alguns ingredientes ficaram de fora e outros foram substituídos. Ainda assim, o resultado ficou espetacular!!!